A última prova de fundo de sub-23 masculinos do Campeonato da Europa de Estrada, em Anadia, ficou decidida ao sprint, com o alemão Felix Engelhardt a conquistar a medalha de ouro. Mathias Vacek (Chéquia) foi segundo, seguido do italiano Davide De Pretto.

As movimentações na corrida desta tarde começaram cedo, com José Marin Aragon (Espanha), Gal Glivar (Eslovénia) e Joonas Kurits (Estónia) a formarem uma fuga. Os três corredores chegaram a ter uma vantagem para o pelotão superior a quatro minutos, e só à terceira das sete voltas ao circuito começaram a perder terreno. Nessa altura, no pelotão, era a equipa dos Países Baixos a assumir as despesas da corrida.

À quarta passagem pelo Monte Crasto a vantagem da fuga tinha já diminuído para 2m25s e à quinta passagem pela meta. Na passagem seguinte por este ponto que se sabia poder ser decisivo na corrida, o pelotão já estava a apenas 25 segundos, com corredores da Chéquia e de Itália a tentarem aumentar o ritmo no pelotão. O primeiro dos elementos da fuga a ceder foi Joonas Kurits, mas os restantes dois fugitivos acabariam por ser apanhados à entrada para as duas últimas voltas.

Nesta penúltima volta, quatro corredores lançaram-se ao ataque, ganhando 45 segundos ao pelotão. Eram eles Mathias Vacek (Chéquia), Davide De Pretto (Itália), Felix Engelhardt (Alemanha) e Erik Fetter (Hungria), que à entrada para a última volta permaneciam com 40 segundos de vantagem para o pelotão.

Foi na subida do Monte Crasto que a vantagem diminuiu para os 15 segundos, mas o pelotão nunca conseguiu alcançar os fugitivos, que cortaram a meta com o grupo principal em pano de fundo. A vitória seria discutida num sprint emocionante, com o alemão Felix Engelhardt a levar a melhor sobre o checo Mathias Vacek, mesmo em cima do risco de meta. O italiano Davide De Pretto fechou o pódio na terceira posição.

CLASSIFICAÇÃO COMPLETA

©2022 UEC JUNIORS & U23 EUROPEAN CHAMPIONSHIP

Log in with your credentials

Forgot your details?